Conheça os diferentes tipos de ETE industrial

ETE Industrial Estação de Tratamento Industrial

21 de Maio de 2012

Toda empresa geradora de efluentes precisa fazer o adequado tratamento e destinação dos mesmos. Conheça alguns exemplos de processos para tratamento de efluentes biodegradáveis em uma ETE industrial:

Lagoas aeradas, seguidas de lagoa de decantação (sistema adotado pela Companhia Saneamento de Jundiaí – CSJ ), passa pelas seguintes etapas:

  • Gradeamento e caixa de areia – fazem a retenção de sólidos;
  • Lagoas de aeração – onde ocorre a degradação da materia orgânica através das colônias de bactérias aeróbias;
  • Lagoas de decantação – onde ocorre a sedimentação do lodo gerado;
  • Efluente tratado - devolução para o corpo d'água.
  • Lodo gerado – segue para compostagem/fabricação de fertilizante.

Lodos ativados: Consiste no desenvolvimento de uma cultura microbiológica na forma de flocos (lodos ativados) em um tanque de aeração, que é alimentada pelo efluente que será tratado. Nessa fase, a matéria orgânica biodegradável presente nos esgotos é removida. Após essa etapa, a fase sólida é separada da fase líquida no decantador. O lodo ativado separado retorna ao processo ou segue para tratamento específico ou destino final.

Filtros biológicos: Destinados a oxidação biológica da matéria orgânica remanescente de decantadores, são um leito de pedras justapostas entre as quais o ar pode circular. A variabilidade dos fatores de oxigenação permite desenvolvimento anaeróbio, resultando numa alternância de condições que permite a predominância de organismos facultativos.

MBBR (Moving Bed Biofilme Reactor): Permite que a biomassa cresça aderida a suportes que podem se mover livremente no meio reacional, necessitando de decantadores secundários com volumes menores, em comparação ao sistema clássico de lodo ativado, e sem recirculação de lodo.

Outras ETEs usam sistemas anaeróbios para o tratamento de efluentes industriais, que passam pelas seguintes fases:

Lagoas de Estabilização: Processo que trata esgotos sanitários, cujo objetivo é remover matéria orgânica. As lagoas de estabilização podem ser classificadas em lagoas anaeróbias, lagoas facultativas e lagoas de maturação.

UASB - Reator anaeróbico de fluxo ascendente: Consiste em tanques com medidas e formato específicos, totalmente fechados, onde é lançado o esgoto. É um método econômico e eficiente, que trabalha com bactérias anaeróbias, não sendo necessário nenhum sistema de ventilação.

Caso os efluentes da empresa não sejam biodegradáveis, eles podem se enquadrar em tratamentos mais específicos:

  • Fisico-quimico;
  • Air stripping;
  • Destilação;
  • Fracionamento;
  • Coprocessamento;
  • Incineração;
  • Eletrodeposição/eletroaculação.

Essas informações técnicas podem ser complicadas para quem não é da área e é recomendável que um especialista determine qual o melhor tipo de Estação de Tratamento para os efluentes da sua empresa. Entre em contato conosco!

COMENTÁRIOS

Resultado da busca