Como montar um Plano de Gestão de Resíduos – Parte 2

Plano de Gestão de Resíduos

17 de Julho de 2012

Como mencionamos no post anterior, neste vamos abordar a segunda parte de como montar o Plano de Gestão de Resíduos (PGR) da sua empresa. O planejamento segue o ciclo PDCA, com as primeiras etapas sendo Planejamento e Implementação e Operação. Veja as demais:

3 – Verificação e Ações Corretivas

Após a implementação do Plano de Gestão de Resíduos (PGR), é importante fazer o acompanhamento e ações corretivas quando for preciso.

Para fazer o monitoramento, é necessário criar indicadores quantitativos, qualitativos financeiros vinculados aos resíduos para avaliação do desempenho e mensuração dos ganhos econômicos e ambientais. Os indicadores também estimulam a criação de metas e facilitam a definição de objetivos futuros.

Os indicadores devem ser criados durante a implantação do plano e devem ser constantemente reavaliados para refletir a eficácia dos processos. Não se esqueça de fazer a análise crítica dos resultados, comparando o histórico.

O melhor método para garantir o funcionamento do Plano de Gestão de Resíduos (PGR) é a auditoria, sendo que estas podem ser internas e externas. 

As auditorias internas devem avaliar todas as etapas do gerenciamento periodicamente. É importante ter um checklist com todas as questões que precisam ser avaliadas.

As auditorias externas são feitas nas dependências dos terceiros contratados para conduzir algumas etapas do gerenciamento dos resíduos e também precisam ter periodicidade definida. 

O resultado das auditorias e da análise dos indicadores mostrará as não conformidades, que embasarão as ações corretivas e preventivas. Lembre-se de guardar todos os registros relativos a resíduos. Além de atender a requisitos legais, facilita o acompanhamento pelos responsáveis.

Veja os documentos necessários para os resíduos destinados para fora da unidade: 

  • Documento de saída informando quantidade, destino, data, meio de transporte e percurso a ser percorrido. Na hora da chegada ao destino, é necessário informar a data e a hora da chegada e a assinatura do receptor do resíduo.
  • Documento emitido pelo receptor do resíduo com data e hora em que o resíduo foi tratado e qual o processo ou disposição utilizado.

Esses documentos devem ser mantidos pela empresa para resguardá-la em caso de haver quaisquer problemas em um dos receptores de resíduos. 

4 – Revisão da Gestão

Agora que todas as etapas foram feitas é hora de rever as etapas e ações para a melhoria contínua.

COMENTÁRIOS

Resultado da busca