Soluções para diminuir os efeitos do aquecimento global

Reúso de água

20 de Janeiro de 2014

O verão de 2014 está sendo o mais quente dos últimos dez anos no Brasil. Um fenômeno climático raro fez nevar no Peru em pleno verão, na região dos Andes, no sul do país. O preocupante é que o verão no Peru é como no Brasil: ocorre no período de dezembro a março. O que será que está acontecendo com o clima?

Segundo especialistas, o aquecimento global é o responsável por mudanças climáticas tão bruscas. E pior, o volume de gelo marinho está diminuindo. De acordo com medições do satélite CryoSat, da Agência Espacial Europeia (a ESA), na região do Oceano Árticom o volume de gelo subiu 50% em relação ao mesmo período de 2012: o Ártico tinha 9 mil quilômetros cúbicos de gelo marinho em outubro de 2013 e 6 mil quilômetros cúbicos em 2012. Mas o volume é baixo em comparação ao começo da década de 1980, que registrou 20 mil quilômetros cúbicos de gelo marinho no mesmo período.

O degelo aumenta o aquecimento do planeta, por causa dos gases que são liberados durante o processo, o que prejudica o meio ambiente. O mais prejudicado é o oceano Ártico, cuja camada de gelo tornou-se cerca de 40% mais fina e sua área diminuiu 14%. Isso impacta toda a cadeia marinha e espécies inteiras de peixes e animais estão sob risco por causa do aumento de temperatura. Algumas populações de pingüins diminuíram 33% em partes da Antártica, por exemplo.

Entre as causas do aquecimento global estão o aumento da emissão de gases do efeito estufa, as queimadas de matas e florestas, o desmatamento, o desenvolvimento urbano sem planejamento e a desertificação. Esses são os impactos causados pelo ser humano, pois ainda há o aumento da atividade na superfície do Sol e o fim do ciclo glacial, que começou há cerca de 2,5 milhões de ano, segundo os cientistas, o que naturalmente aumenta a temperatura da Terra.

Mas o que pode ser feito para diminuir o impacto no meio ambiente e, quem sabe, reverter o aquecimento global? Em relação a água, pode haver investimento em reservatórios de água, em processos para dessalinização da água do mar, o uso de hidrômetros compulsórios, consumir menos água, fazer a captação de água pluvial por meio de cisternas e investir em tratamento de esgoto para reúso de água. Um dos clientes da Nova Opersan, por exemplo, um shopping no estado de São Paulo vai conseguir recuperar e reutilizar 100% dos 60 milhões de litros/ano de consumo de água previsto, conforme mostra esta reportagem.

O tratamento de esgoto e o reúso de água são uma forma segura e está entre as mais viáveis para a diminuição do consumo. Se quiser, leia o artigo Conheça os vários tipos de reúso de água para saber mais sobre o assunto.

Está em nossas mãos tentar reverter esse cenário. Para você, o que deve ser feito para diminuir o aquecimento global? O que você faz no seu dia a dia?

 

Imagem: Daily Mail

COMENTÁRIOS

Resultado da busca