Tratamento de Água e Esgoto - Como fazemos na Nova Opersan 3 de Fevereiro de 2014

Efluentes domésticos e industriais causam graves danos ao meio ambiente quando são descartados sem tratamento. Efluentes industriais podem ter uma série de poluentes químicos que intoxicam animais e plantas aquáticas, sem falar que o esgoto doméstico consome o oxigênio das águas dos rios e provoca a mortalidade de peixes. Os nutrientes como fósforo e nitrogênio causam a proliferação excessiva de algas, desequilibrando ainda mais o ecossistema. Com a falta de tratamento, a água poluída também causa doenças, como amebíase, cólera e hepatites. Por isso é essencial que as empresas tenham consciência ambiental e optem pelo tratamento de efluentes antes de serem despejados na natureza.

A Nova Opersan trabalha com soluções personalizadas para atender as necessidades específicas de indústrias e empreendimentos comerciais que geram grandes volumes de efluentes e que preferem, ou precisam, tratar os seus efluentes dentro de suas próprias plantas. Mais informações a respeito estão no artigo Modelos de Negócios Operações Dedicadas – BOT, AOT, AOO e BOO.

Para empresas que não possuem espaço na própria planta ou não têm interesse de construir sua própria Estação de Tratamento de Efluentes (ETE), a Nova Opersan oferece o tratamento Offsite, no qual coleta os efluentes no cliente e os transporta para as CTO's - Centrais de Tratamento Offsite da Nova Opersan, estrategicamente localizadas em Jundiaí e Jandira, no estado de São Paulo. Após o processo, boa parte do efluente é reaproveitado nos processos da Nova Opersan, na limpeza de pisos e tubulações, o restante é destinado à rede de esgoto. O cliente recebe o Certificado de Destinação de Resíduos, documento que garante a destinação correta dos resíduos e que serve como comprovante para o cliente apresentar em fiscalizações de órgãos ambientais.

Antes do tratamento ser realizado, é feita uma análise dos efluentes para determinar o melhor tipo de tratamento, que podem ser:

Processo por termocompressão a vácuo (TCV) - Realizado através da destilação dos componentes líquidos (água), concentra os resíduos oleosos e outros poluentes.

Processo físico-químico por bateladas - Forma misturas de resíduos similares até serem encaminhados para os reatores, onde recebem o tratamento adequado (precipitação química, quebra ácida, oxidação, redução, entre outros).

Processo físico-químico contínuo - Mais ágil que o processo de bateladas, sendo usado em efluentes que não sofrem variações em suas características.

A Nova Opersan é licenciada pela Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (CETESB) para oferecer também o Armazenamento Temporário de resíduos líquidos Classe I, em casos onde a destinação precisa ser feita de forma emergencial e a documentação ainda está em fase de aprovação no Órgão Ambiental. Depois de aprovado, é aplicado a melhor solução de tratamento e destinação final.

Entre em contato conosco para conhecer a melhor solução para a sua empresa.

COMENTÁRIOS

Resultado da busca