Poluição da água: quais são as principais causas e como resolver?

Qualidade da água Legislação Ambiental Descarte de Efluentes

18 de Setembro de 2014

A poluição de oceanos e rios não é um risco apenas para a natureza. Além de prejudicar a fauna e a flora, a poluição das águas interfere diretamente na saúde das pessoas.

Um levantamento realizado pela Organização Não-Governamental S.O.S Mata Atlântica, divulgado em março de 2014, reuniu informações de índices de balneabilidade de 177 pontos, em 96 rios brasileiros, distribuídos por sete estados. O resultado é alarmante e mostra que 40% dos pontos pesquisados têm qualidade da água entre ruim e péssima.  Somente 19% dos rios e mananciais inseridos na pesquisa apresentam água considerada de boa qualidade, enquanto nenhum dos pontos foi avaliado como ótimo.

Causas da poluição

A causa mais comum para a poluição de rios é um sistema de saneamento básico precário ou inexistente. Em muitos lugares no Brasil, o esgoto doméstico é despejado in natura em rios que passam perto de áreas residenciais.

Outro grande problema é o despejo de metais pesados nas águas de rios e mananciais. Muitas indústrias, entre elas do ramo da produção de celulose, tecidos, tintas e solventes, eliminam metais pesados no processo produtivo, como mercúrio, chumbo e cádmio. Se não houver um tratamento de resíduos adequado, a indústria pode contaminar rios próximos e até mesmo o lençol freático da região onde está instalada.

Existe ainda, a possibilidade de contaminação através da chegada indevida de lixo sólido aos rios. Se os dejetos domésticos não forem descartados adequadamente, eles podem ir parar no meio de rios e córregos, contribuindo para a poluição do local.

Consequências

A poluição despejada nos rios causa um processo de aumento da matéria orgânica existente na água, o que, em excesso, prejudica o desenvolvimento natural de plantas (a água fica mais turva atrapalhando o processo de fotossíntese) e de animais (matéria orgânica em excesso atrapalha a oxigenação da água).

Além do meio ambiente, a saúde das pessoas também é diretamente prejudicada devido à poluição dos rios. Quando o esgoto é lançado diretamente na água, o rio se torna um reduto de doenças, como infecções gastrointestinais, cólera e hepatites.

No caso do descarte de metais pesados, os problemas também são bastante graves. Os metais se acumulam no organismo e podem causar problemas no sistema nervoso, mutações genéticas e câncer de vários tipos. Isso pode acontecer tanto em seres humanos, quanto em animais que vivem na região.

Grande concentração de poluição

Quando se fala na poluição de rios no Brasil, é difícil não lembrar de alguns casos em que as águas, além de sujas, carregam um mau cheiro que afeta toda a região no entorno. Dentre os rios mais poluídos do país estão o Tietê, o Pinheiros e o Tamanduateí, todos com trechos localizados na cidade de São Paulo. No entanto, estados como Pernambuco, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e Minas Gerais também têm rios bastante poluídos.

Possíveis soluções

Tendo em vista que o lançamento inadequado de esgoto e resíduos sólidos advindos das grandes cidades, em rios e lagos, é uma das causas mais proeminentes da poluição das águas brasileiras, o serviço de saneamento ambiental é uma das soluções imprescindíveis para minimizar a problemática. Por outro lado, sabemos que esses serviços são precários (ou ausentes) em grande parte do país. Mais da metade do esgoto produzido no Brasil é despejado no meio ambiente sem nenhum tipo de tratamento prévio. Uma ação governamental no sentido de universalizar o saneamento básico se faz presente, diminuindo a emissão de poluentes e buscando preservar os mananciais.

Vale lembrar, entretanto, que o governo não deve ser o único a agir com o intuito de preservar o recurso natural: todos os cidadãos são convidados a lutar pela economia e o uso racional da água no dia a dia, seja no consumo doméstico, seja nas atividades produtivas de empresas e indústrias.

Diante de todo esse cenário, qual tem sido seu papel para combater a poluição das nossas águas? Já tem adotado medidas eficientes, em casa e na empresa, para racionalizar o uso do recurso? Deixe seu comentário!


COMENTÁRIOS

Resultado da busca