5 vazamentos de água comuns e simples de serem detectados

5 vazamentos comuns e simples de serem resolvidos

Em épocas de escassez de água, qualquer vazamento, por menor que seja, leva a prejuízos enormes. Afinal, se em cada empresa tiver um problema, no final serão milhares de litros de água jogados fora.

Vamos explicar os 5 vazamentos comuns que podem aparecer em sua empresa e que são fáceis de serem resolvidos. Confira:

5 vazamentos de água comuns e simples de serem detectados

1 - Descarga

Se o vaso possui caixa acoplada, remova a tampa e escute se há algum som sibilante. Caso ocorra, é porque há vazamento. Procure a origem do barulho para saber exatamente onde é o vazamento. Se não houver barulho e você quiser ter certeza, pingue algumas gotas de corante na caixa. Se o vaso ficar colorido dentro de alguns minutos é porque está vazando água do obturador, deixando a água escoar para o vaso.

Se não for uma descarga com caixa, jogue borra de café no vaso sanitário. Se não houver vazamento, ela ficará depositada no fundo.

2 - Torneiras

Verifique se há gotejamento mesmo depois de fechá-la bem. Mas mesmo que não fique gotejando continuamente, o vazamento pode existir. Outros testes podem mostrar problemas nos canos e não necessariamente na torneira em si.

Esse é um dos desperdícios mais sérios: uma torneira pingando pode desperdiçar 13.260 litros de água por mês.

3 - Canos alimentados pela rede de distribuição

Com o registro fechado, abra a torneira até que a água pare de correr (para evitar desperdício, armazene essa água). Quando não sair mais nada, feche-a e coloque um copo bem cheio de água na boca da torneira. Caso ela comece a fazer sucção do líquido no copo, é porque há vazamento em algum ponto do ramal interno de canos, alimentados diretamente pela rede de distribuição.

4 - Canos alimentados pela caixa d'água

Feche o registro e desligue tudo que possa gastar água — e não se esqueça de fechar bem a torneira da boia. Marque na caixa d'água o nível em que ela se encontra, aguarde uma hora e verifique novamente. Se o nível tiver baixado, é porque há algum vazamento ou nas paredes do reservatório, nos canos internos ou em algum dispositivo que é alimentado pela caixa.

5 - Cabeças de chuveiro

Alguns chuveiros continuam pingando mesmo após desligados, mas esse vazamento pode ser contínuo ou intermitente. Para testar, deixe um balde debaixo do chuveiro por algumas horas depois de seu uso. Se tiver chuveirinho, coloque a sua ponta também direcionada para o balde. Verifique se houve acúmulo de água depois dessas horas. Se sim, é porque o chuveiro está vazando.

Como saber se há vazamento se não for nenhuma das outras opções?

Alguns vazamentos ocorrem apenas no período da noite. Por isso, anote os números que aparecem no hidrômetro, tanto os em vermelho, quanto os na cor preta. Antes de qualquer pessoa utilizar a água, anote novamente. Se não houve alteração, é porque não há vazamento.

Se o hidrômetro não é independente, verifique se as paredes estão ficando úmidas ao longo do dia, principalmente aquelas próximas da cozinha e dos banheiros. Nesses casos, pode ser que haja vazamento dentro dos canos internos.

Algumas dicas importantes

Se você suspeita de algum problema em que seja necessário cavar, tome cuidado. Sem a localização exata do vazamento é melhor não arriscar. Atenção ao tentar consertar certos vazamentos sozinho, você pode acabar descobrindo que não era tão simples assim e ter prejuízos. Só faça isso se tiver certeza de que dá conta, caso contrário chame um encanador.

Com essas dicas, além de evitar o desperdício você economiza também na conta de água. Conhece outras dicas legais? Deixe um comentário pra nós!

New Call-to-action