Os diversos tipos de lodo 13 de Janeiro de 2016

Chamamos de lodo o material que é sedimentado e removido do fundo de decantadores, enquanto o lodo líquido clarificado é removido pela superfície.

Os lodos podem ser classificados em vários tipos, são eles:

Lodo primário, ou bruto:

É o lodo que é removido nos decantadores primários, esse lodo é normalmente constituído de sólidos sedimentáveis. O decantadores primários são adotados antes do reator biológico dos sistemas de lodos ativados convencionais, filtros biológicos ou antes de sistema de coagulação-floculação em que se reduz o consumo de coagulantes.

Lodo secundário:

É o lodo que é removido após reatores, ou mesmo extraído diretamente pelo reator biológico. Quando o sistema é de lodos ativados com aeração prolongada, em que a idade do lodo é elavada (20 a 40 dias), 9º lodo é dito digerido, ou seja, esse lodo já atingiu a digestão completa, enquanto nos sistemas de lodos ativados convencionais, em que a idade do lodo é baixa (4 a 10 dias), o lodo não atingiu a digestão, sendo dito séptico.

Lodo químico:

É o lodo proveniente de sistemas de tratamento  físico-químico (de industrias de galvanoplastia, por exemplo), onde são usados coagulantes ou precipitantes, como os sais de ferro e de alumínio.

Lodo Biológico:

São provenientes do sistema de tratamento biológico, que após sofrerem tratamento podem ser utilizados de modo benéfico, e são denominados biossólidos.

 As concentrações dos diversos tipos de lodos podem encontrar-se desde uma faixa de 0,5 a 8%, podendo ser escoados e bombeados. Os valores mais baixos são obtidos nos sistemas de lodos ativados, e os mais altos nos decantadores primários.

CTA_facebook

 Tratamento Físico-Químico de Águas Residuárias Industriais – José Alves Nunes

COMENTÁRIOS

Resultado da busca