O reúso da água nas empresas

A necessidade de poupar água tem se tornado uma constante em cidades de diferentes portes, sejam metrópoles ou regiões mais afastadas dos grandes centros. Por isso, estratégias para reaproveitar e captar água em diversas fontes têm sido alvo, cada vez mais frequente, do interesse de empresas preocupadas em preservar o meio ambiente e manter o bem-estar das regiões onde atuam. Entenda melhor as vantagens de reutilizar água e fique por dentro de algumas dicas de como implantar essa atividade na empresa em que você trabalha.

Leia mais >>

Tags: Água Reuso, meio ambiente, reúso, Qualificações Empresas

As lições da Crise Hídrica

A crise hídrica, sentida em maior escala pelo estado de São Paulo, foi um dos assuntos mais comentados durante o ano de 2015.

Quando a população se deu conta de que os reservatórios começaram a operar no limite de sua reserva (volume morto) e a escassez de água se tornou um fator real, todos tiveram que se mexer e mudar seus padrões de consumo. O risco de uma escassez total fez a grande maioria ter mais consciência na hora de tomar banho, escovar os dentes ou até mesmo lavar a louça.

Agora, em 2016, com a situação dos reservatórios mais estáveis, fica a questão sobre as lições que aprendemos com essa crise.

Leia mais >>

Tags: Água Reuso, água, crise hídrica, Impactos da crise, lições da crise

Esgoto tratado pode virar água potável?

Leia mais >>

Tags: tratamento de esgoto, Água Reuso, abastecimento, rio tiête

Destinando resíduos para tratamento Offsite - Etapas

A preocupação cada vez maior dos brasileiros com os problemas ambientais, de maneira geral, tem levado muitas empresas a repensarem suas ações em busca de práticas sustentáveis que visam a preservação do meio ambiente e incentivam o consumo consciente.

Sendo assim, nós desenvolvemos o post abaixo para auxiliar sua empresa no descarte correto dos efluentes.

Para começar:

Antes do descarte, os resíduos líquidos devem ser classificados de acordo com a sua periculosidade, levando em consideração as propriedades físicas, químicas ou infectocontagiosas. 

A periculosidade dos efluentes depende de fatores como natureza (inflamabilidade, corrosividade, reatividade, toxicidade e patogenicidade), concentração, mobilidade, persistência, bioacumulação e degradação. Os efluentes podem ser divididos em classe I e II.

Para saber mais sobre a classificação dos resíduos leia nosso guia: Resíduos Classe I e Classe II

Etapas do tratamento Offsite:

 1. Obtendo o CADRI: Para destinar os efluentes líquidos para tratamento em estações terceirizadas ou mesmo para encaminhar os subprodutos das estações de tratamento de efluentes (ETEs), as empresas precisam obter o CADRI (Certificado de Movimentação de Resíduos de Interesse Ambiental). O documento é emitido pela CETESB (Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental) e aprova o “encaminhamento de resíduos dos empreendimentos e empresas a locais de reprocessamento, armazenamento, tratamento ou disposição final”.

Todos os resíduos Classe I (considerados perigosos) ou que estão na lista da CETESB precisam do documento para efetuarem os descartes de efluentes.

Clique AQUI e veja a lista da CETESB

Após o processo para emissão do CADRI protocolado na agência da CETESB que atende ao município do gerador, o prazo estimado para análise dos documentos e emissão do certificado é de 30 a 60 dias. A validade do CADRI varia de 2 a 5 anos. Contudo, ele pode perder a validade antes deste prazo se o volume total de resíduos descartados superar o volume máximo determinado pelo certificado. Neste caso, é necessária a emissão de um novo CADRI para que a empresa continue descartando os resíduos de acordo com as normas ambientais vigentes.

 

 2- Transporte de efluentes: O transporte dos efluentes para as centrais de tratamento ou para a destinação final é uma etapa muito importante, pois os resíduos industriais representam elevado risco à saúde pública e ao meio ambiente e, em casos de acidentes, o contratante dos serviços e o transportador são responsáveis pelo material transportado. Portanto, exija sempre veículos em boas condições operacionais e adequados ao tipo de carga, verifique se o motorista está com todos os documentos necessários e dentro do prazo de validade, certifique-se de que o caminhão está devidamente identificado com os rótulos de risco e painéis de segurança, além de contar com todos os equipamentos obrigatórios de segurança, como EPIs. Os efluentes podem ser transportados em caminhões tipo:


Auto-vácuo: caminhão com tanque reservatório de 6 ou 12 metros cúbicos usado para limpezas por sucção como: remoção de resíduos industriais, esgotamento de inundações, tanques, piscinas, entre outros.

Hidrojateamento: para realizar a limpeza de tanques de armazenamento, áreas e até mesmo máquinas e equipamentos, é comum usar o hidrojateamento, processo realizado com a ajuda de um caminhão especial que lança água em alta pressão.

Carreta: costumam ter um tanque reservatório de 30 metros cúbicos alimentado por uma bomba externa. É o tipo mais comum de caminhão para transportes.

Bi-trem: é um caminhão composto por 3 partes, sendo um cavalo mecânico que traciona dois semi-reboques que são acoplados entre sí. Em geral, carregam até 42 metros cúbicos de efluentes.

Carga-seca: caminhões com carroceria de madeira com laterais baixas ou meia altura, para transporte de resíduos já acomodados em contêineres ou IBCs, bombonas e tambores.

 

 3- Tratamento de efluentes: O terceiro passo é o tratamento dos efluentes contaminados. Você pode saber tudo sobre essa parte do processo clicando AQUI.

   

4. Emissão do CDR: após o tratamento dos efluentes é emitido o CDR (Certificado de Destinação de Resíduos), documento que atesta que os resíduos foram recebidos, tratados e destinados de forma correta, retornando de forma responsável ao meio ambiente.

 Tem alguma dúvida sobre a destinação de resíduos? Escreva para nós nos comentários!

 New Call-to-action

Leia mais >>

Tags: CADRI, como obter CADRI, destinação correta de efluentes, Água Reuso, Classificação de Resíduos, Análises Laboratoriais, como tratar resíduos, efluentes, Destinando resíduos

Aprenda a calcular a economia que o reúso de água gera na sua empresa

Com toda a preocupação por conta da estiagem que assola a região Sudeste do Brasil, a economia virou palavra de ordem não apenas nas casas, mas também nas empresas. A situação de escassez se agrava ainda mais para aquelas indústrias que utilizam água em seus processos produtivos, deixando os custos mais caros em toda a cadeia de produção. Poupar o recurso natural que anda valendo ouro no mercado é obrigação de toda a sociedade, o que inclui os gestores das empresas.

Leia mais >>

Tags: reúso de água, Água Reuso, água, reaproveitamento de água

As vantagens da água de reuso.

Em tempos de mudanças climáticas e manifestações extremas da natureza, que variam desde grandes enchentes até prolongados períodos de seca, o debate em torno do uso consciente da água se torna ainda mais relevante. Além disso, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) mostram que uma em cada três pessoas no mundo não tem acesso suficiente a água para atender suas necessidades diárias e, a estimativa é que até 2025 pelo menos dois bilhões de pessoas vivam em regiões com problemas de acesso à água potável. A preocupação é tanta que o tema é um dos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio – reduzir pela metade, até 2015, o número de pessoas que não tem acesso à água potável no planeta.

A necessidade de poupar água tem se tornado uma constante em cidades de diferentes portes, sejam metrópoles ou regiões mais afastadas dos grandes centros. Por isso, estratégias para reaproveitar e captar água em diversas fontes têm sido alvo, cada vez mais frequente, do interesse de empresas preocupadas em preservar o meio ambiente e manter o bem-estar das regiões onde atuam. Entenda melhor as vantagens de reutilizar água e fique por dentro de algumas dicas de como implantar essa atividade na empresa em que você trabalha.

Água de reúso para a rotina da empresa

Existem vários tipos de reuso de água a serem aplicados em uma empresa. O exemplo mais simples é a captação de água da chuva para a utilização em atividades como a lavagem de pátios, limpeza de maquinário, em irrigação de hortas comunitárias ou até para regar plantas se houver um jardim. Esse tipo de atividade é simples e barata. Basta criar um sistema de captação com tonéis.

Com objetivo semelhante, a água de esgoto também pode ser captada e tratada em um processo eficiente, que a torna limpa a ponto de poder ser utilizada, até mesmo, no sistema de descargas dos banheiros da empresa. Além disso, a água usada em processos industriais pode ser tratada e reutilizada novamente no ciclo de produção. Se a empresa tiver vestiários, a água utilizada no banho também pode ser captada e reutilizada para lavar os próprios banheiros.

Água reaproveitada, devidamente tratada, pode ser devolvida ao meio ambiente para a recarga de aquíferos. Dessa forma, você ajuda a reduzir a demanda pelo fornecimento desses mananciais, que muitas vezes já se encontram sobrecarregados.

Reuso planejado

Planejar o reaproveitamento de água é importante para que o processo funcione com sucesso. É importante avaliar a melhor maneira de distribuir coletores pela sua empresa e orientar colaboradores para que eles trabalhem como multiplicadores dessa ideia. Se for o caso, procure uma empresa de tratamento de águas e efluentes para firmar uma parceria.

Mas lembre-se, é muito importante buscar empresas certificadas e qualificadas para ter certeza de que o processo será adotado de forma eficiente.

Você já havia pensado em investir no processo de reutilização de água na sua empresa? Como você pretende implantar esse sistema na rotina do seu negócio? Compartilhe suas ideias e contribua para o uso consciente da água no Brasil.


Leia mais >>

Tags: reúso de água, Água Reuso, reúso de água industrial, reaproveitamento de água, escassez de água, reúso, Reuso de Água da chuva

Você Conhece o Ciclo do Uso da Água?

Provavelmente você já ouviu falar no ciclo da água, aquele mesmo que aprendemos na escola. Mas, e o ciclo do uso da água, você conhece? É importante saber que, se você quiser fazer uso sustentável dos recursos naturais, é necessário fazer uma gestão inteligente deles por meio do ciclo do uso da água.

Leia mais >>

Tags: saneamento básico, Água Reuso, água, qualidade da água

Racionalização do Consumo da Água: O reúso para fins não potáveis

Um grande equívoco ocorre no consumo da água pela maioria da população: é o senso comum de que uma água de alto padrão (ou seja, a água dita nobre ou potável) deve ser utilizada para as diferentes atividades da vida cotidiana. Se a água é um bem essencial para a vida, é preciso estar atento para o fato de que ela precisa ser preservada e utilizada com o máximo de eficiência.

Leia mais >>

Tags: Como Preservar o Meio Ambiente, Água Reuso, reaproveitamento de água, meio ambiente, economia de água, escassez de água, conheça custos da água na empresa

Empreendimentos Verdes: 8 selos ecológicos que você precisa conhecer

Com o mercado valorizando cada vez mais as iniciativas que contribuem para o desenvolvimento sustentável, os selos ecológicos têm sido alvos de empresas de todos os segmentos. Essas certificações são uma garantia na relação entre empresas e consumidores de que aquele produto, serviço ou processo está de acordo com as normas de preservação ambiental, além de respeito ao capital humano.

Leia mais >>

Tags: empresas mais sustentáveis do mundo, Água Reuso, reaproveitamento de água, tratamento de água

TOP 13 Motivos para Cuidar Bem da Água

A cada um minuto, quatro crianças morrem no mundo por conta dedoençasrelacionadas à falta de água potável e saneamento básico, segundo o Relatório sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos (WWDR4) da ONU-Água.  O uso ineficiente, a degradação da água pela população e a superexploração das reservas subterrâneas são motivos de grande preocupação, isso porque  - de acordo com os especialistas - é um erro enxergar a água doce como um recurso incessantemente renovável. O que acontece é que as pessoas estão bombeando-a do subsolo a uma taxa que não permitirá sua restauração em muitas décadas. Fora isso, as ameaças vão muito além: a mudança do clima que causará um aumento na frequência e na severidade de enchentes, as secas, as ondas de calor e tempestades e o desperdício por más práticas são alguns dos efeitos adversos da falta de conscientização. Soma-se a isso a população crescente que aumentou a demanda além da capacidade da oferta e temos um cenário de caos.

Leia mais >>

Tags: reúso de água, Água Reuso, reaproveitamento de água, meio ambiente, soluções ambientais, tratamento de água