Análise laboratorial: processos e critérios a serem avaliados antes da escolha de um parceiro

Análises Laboratoriais

7 de Janeiro de 2021

Quando o tema é tratamento de efluentes, uma das principais etapas é a análise laboratorial para a identificação das características do resíduo, afinal só é possível determinar a modalidade de tratamento adequada após obter informações precisas sobre os parâmetros dos efluentes. 

Dentro dos processos de análises laboratoriais, algumas informações precisam receber atenção da empresa geradora, independentemente se o tratamento é realizado na própria unidade operacional (onsite) ou em centrais de tratamento terceirizadas (offsite). Se atentar aos tipos de análises e também aos critérios de qualidade que apoiam na decisão da melhor rota tecnológica de tratamento são importantes para a realização de um tratamento eficiente e em conformidade com a legislação.

Métodos laboratoriais para análise de efluentes industriais 

A amostragem é realizada para a elaboração de um relatório que a compara com os padrões estabelecidos. Essa verificação se dá em laboratório, e por meio da utilização de metodologias diversas de análises que basicamente fazem uso de quatro grandes conjuntos: 

  • Métodos Físicos - os quais utilizam testes como a espectrometria, a espectroscopia e a turbidimetria para verificar as propriedades físicas do efluente, visando definir como ocorrerá a separação e/ou a quantificação de seus componentes dessa natureza;
  • Métodos Químicos - os quais fazem uso da volumetria, da titulometria, da combustão e da gravimetria, para definir como as transformações químicas podem ser realizadas para viabilizar a separação e a quantificação da composição química dos efluentes; 
  • Métodos Cromatográficos (gasosos e líquidos) - os quais conjugam métodos físicos e químicos para detecção, separação e quantificação dos elementos que constituem os efluentes analisados; e
  • Métodos Eletroquímicos - os quais viabilizam o desenvolvimento de estudos baseados na utilização de medidas de voltagem ou fluxos de correntes elétricas, em associação com transformações químicas, visando detectar, separar e mensurar os componentes dos efluentes por meio de testes como a condutometria, e a potenciometria.

Uma vez analisado o efluente, suas diversas propriedades físicas, químicas e biológicas serão descobertas, permitindo que se conheça as seguintes características:

  • PH – Expressa a acidez, a neutralidade ou a alcalinidade;
  • Temperatura – Determina a quantidade de oxigênio dissolvido na água;
  • Concentração de Nitrogênio e Fósforo – Expressam o acúmulo de matéria orgânica;
  • Composição de metais pesados – Expressa o nível de toxicidade em matéria de bioacumulação e biomagnificação; 
  • Cianetos – Indica inibições ao metabolismo do oxigênio, afetando a atividade enzimática;
  • Demanda Bioquímica de Oxigênio (DBO) – Representa a quantidade de oxigênio para a degradação de matéria orgânica por processos biológicos;
  • Demanda Química de Oxigênio (DQO) - Representa a quantidade de oxigênio para a degradação da matéria orgânica por processos químicos;
  • Óleos e Graxas – Demonstra o grau de impedimento às trocas gasosas entre a água e o ar, e à entrada de luz;
  • Tensoativos – Indica o nível de interferência nas taxas de aeração do resíduo líquido; 
  • Concentração de Fenóis  – Expressa a toxicidade química do efluente.

Critérios para escolher a melhor parceria para análise laboratorial de efluentes industriais

Diante da responsabilidade das indústrias em relação ao correto tratamento de seus efluentes, é essencial contar com uma parceria assertiva. Nesse aspecto, há detalhes importantes a serem analisados antes de uma possível contratação. Veja quais são eles:

Acreditação do INMETRO

Um critério indispensável no processo de escolha de um parceiro é a acreditação pelo INMETRO, por meio da certificação ISO/IEC 17025. Os laboratórios acreditados oferecem segurança e garantia da realização dos procedimentos exigidos, já que possuem o compromisso de atingir os resultados confiáveis, analisando resíduos de forma coerente, segura e em cumprimento às normas ambientais vigentes. 

Tecnologia à disposição

Para cumprir com os requisitos legais e regulamentares aplicáveis aos produtos e serviços da atividade empresarial, relativo à qualidade e meio ambiente, é essencial que o parceiro escolhido disponha de tecnologias de ponta.

Por meio de sistemas e softwares de gestão as análises são administradas de modo com que os processos relacionados ao tratamento de efluentes não sofram atrasos e sejam assertivos, contribuindo com a preservação ambiental, a imagem institucional e os resultados.

Equipe especializada

São diversos os parâmetros e etapas de uma análise laboratorial de resíduos industriais. Além disso, como citamos, a legislação ambiental é rigorosa no sentido de fazer cumprir normas relacionadas ao tratamento de efluentes. O motivo é que o processo demanda um alto nível de responsabilidade e qualificação.

Com essas informações, será possível a definição correta do tipo de tratamento que melhor atende à mitigação das características nocivas que os resíduos apresentam, de tal modo que sua empresa fique protegida da possibilidade de qualquer tipo de sanção ou demais penalidades por intermédio dos órgãos que fiscalizam e regulam a aplicação das legislações ambientais vigentes em seu local de operação.   

Além disso, no momento da contratação de um laboratório de análises de resíduos industriais é fundamental averiguar se o mesmo possui as certificações necessárias, além de experiência no segmento e profissionais capacitados. O resultado é a garantia de qualidade no tratamento dos efluentes.

Guia Opersan onsite ou offsite

COMENTÁRIOS

Resultado da busca