As implicações de manter uma ETE própria em sua empresa

ETE Industrial

12 de Abril de 2018

Quase todas as indústrias reconhecem sua obrigação legal de tratar seus efluentes e resíduos e, por isso, sabem que precisam reservar uma parte de suas receitas para providenciar o devido tratamento dos subprodutos de sua operação. Muitas vezes as estações de tratamento de efluentes (ETEs) próprias são as melhores soluções em termos de custo/benefício e, por isso, tornam-se opções de muitas empresas.

Visando reduzir seus gastos, elas investem o mínimo possível na construção e na operação deste recurso, e acabam por sofrer, muitas vezes sem perceber, com um desempenho ruim, que pode trazer mais perdas do que as economias projetadas.

Um dos problemas mais frequentes que surgem quando a ETE não é operada por especialistas nem recebe os devidos cuidados é a ineficiência no tratamento de efluentes.

Como a estação não funciona com máxima eficácia, eles são despejados ainda contendo elementos poluidores em sua composição, o que é prejudicial para o meio ambiente e potencialmente danoso para a empresa: em caso de fiscalização, uma situação como esta invariavelmente geraria penalizações substanciais para a empresa geradora.

Outro ponto que é frequentemente ignorado são as variações na própria natureza da operação de tratamento. Aumentos acelerados de produtividade podem aumentar demasiadamente a pressão no sistema hidráulico da ETE e levar a quebras e vazamentos, e mesmo os tipos de efluentes podem mudar de acordo com os rumos operacionais da empresa, tornando os recursos presentes da ETE ineficientes e, com isso, podem pôr em risco a empresa e o ambiente.

Felizmente, todos estes problemas podem ser facilmente solucionados quando sua empresa conta com um fornecedor especializado, que possa não só montar como também operar sua ETE, zelando para que ela opere com o máximo de eficácia e sem desperdício de recursos. Com este tipo de apoio, sua indústria sabe que está operando em total conformidade legal, tratando seus efluentes segundo as normas vigentes, obtendo análises laboratoriais válidas e recebendo todas as certificações necessárias para manter toda sua operação resguardada.

Não corra riscos desnecessários com sua ETE: busque apoio de especialistas e terceirize sua operação de tratamento para reduzir custos e evitar prejuízos para você e a natureza.

fale conosco email

COMENTÁRIOS

Resultado da busca