8 benefícios ao adotar o reúso de água no setor automotivo

Reúso de água Tratamento OnSite

24 de Março de 2021

Diversas empresas do setor industrial estão investindo no reúso da água em seus processos. Além de auxiliar na preservação dos recursos hídricos, a prática oferece benefícios operacionais e financeiros para as operações de grandes empreendimentos, como as montadoras automotivas que utilizam volumes expressivos de água em suas atividades.

Atualmente, a indústria brasileira é submetida a dois instrumentos de pressão:  as imposições do mercado pela melhoria da competitividade em um momento atípico de crise sanitária decorrente da COVID-19, do outro lado, as questões ambientais e exigências legais de gestão de recursos hídricos, particularmente associadas à cobrança pelo uso da água.

Para se adaptar a este novo cenário, as indústrias vem aprimorando seus processos para atender às especificações do mercado interno e externo. Em linha com esta tendência, já encontramos bons exemplos de implantação de sistemas e procedimentos de gestão da demanda de água e de minimização da geração de efluentes. 

Panorama do reúso de água no setor automotivo

O reúso da água a partir de um sistema de tratamento de efluentes eficiente é possível tanto para fins urbanos quanto industriais, bem como na agricultura.  No setor automotivo, a prática já faz parte do cotidiano de grandes organizações e só tende a aumentar. 

Existem bons exemplos considerados referência como a Fiat Chrysler Automóveis (FCA) com a combinação de ações para o uso eficiente de recursos hídricos nas unidades produtivas de veículos e motores, localizadas em Betim (MG), Goiana (PE) e Campo Largo (PR). Juntas, as fábricas têm a impressionante marca de 99,17% de reúso de toda a água em circulação. A companhia, que nos anos 90 investiu cerca de R$10 milhões na construção de um sistema de tratamento de efluentes e reúso da água, consegue aproveitar aproximadamente 99% do recurso utilizado na produção de automóveis. 

Outra montadora que investe em ações de reaproveitamento de água é a Toyota do Brasil. Segundo informações do site da empresa, entre 2014 e 2015 a água de reúso proporcionou uma economia de 57 milhões de litros que poderiam ter sido descartados. 

Principais benefícios ao adotar o reúso de água no setor automotivo

A aplicação de medidas sustentáveis como o reúso de água no setor automotivo é uma condição indispensável para a obtenção de certificações e incentivos fiscais, refletindo diretamente na reputação das marcas perante seus público de interesse, já que demonstra o cuidado com a preservação do meio ambiente. 

Além dessas, outras vantagens de investir na reutilização de água no segmento são:

Economia financeira

Dependendo do projeto de reúso de água implementado na indústria, o volume anual economizado pode representar cerca de 70% do consumo bruto, causando um impacto significativo na redução do orçamento destinado para atividades cotidianas. Ou seja, o investimento necessário para a implementação do sistema tem um rápido retorno, que segue trazendo bons resultados ao longo dos anos.

Possibilidade de incentivos fiscais

Desde 2017, a Comissão de Desenvolvimento Urbano da Câmara dos Deputados aprovou uma proposta que autoriza a concessão de incentivos fiscais para organizações que optam pelo reúso da água. Logo após, os Estados e municípios começaram a regulamentar outros incentivos, com o objetivo de estimular empresas e indústrias a contribuírem com a sustentabilidade por meio da prática.

Garantia de estabilidade operacional

A estabilidade operacional em uma indústria ocorre quando se consegue produzir de acordo com o planejado. Para saber se isso está ocorrendo calcula-se o Takt Time (ritmo da demanda do cliente) e se determina quais são os recursos necessários, como mão de obra, máquinas e materiais para se produzir com o menor desperdício possível, sem afetar a segurança, na mesma medida em que garante a qualidade. 

Por meio de estratégias de reúso da água, as indústrias têm um importante parâmetro para atingir valores acima de 90%, considerado um número adequado para uma fábrica se definir como estável em seus processos. 

Flexibilidade de aplicações

Diversas etapas produtivas de uma indústria automotiva podem se valer da água de reúso. Mas, além disso, várias outras tarefas secundárias podem ser realizadas com esse recurso. Entre elas estão a lavagem de pisos, calçadas, irrigação de jardins e descargas de vasos sanitários.

Preservação de recursos hídricos

A preservação dos recursos hídricos é uma questão urgente em âmbito global. O reúso de água no setor automotivo promove uma economia de milhares de litros diariamente, o que contribui diretamente com a sustentabilidade e a disponibilidade do recurso para as próximas gerações. Esse, inclusive, deve ser um compromisso de indústrias e organizações de todos os segmentos.

Garantia da qualidade da água

Por meio de tecnologias avançadas para o tratamento de efluentes e reúso da água, as indústrias têm a garantia de produzir água em qualquer qualidade requerida. Além disso, cria in loco uma matriz hídrica e de menor custo para servir como alternativa caso ocorra uma escassez regional.

Redução do descarte de efluentes preservando corpos hídricos

Além de minimizarem a demanda por água, quando as organizações reutilizam o recurso também estão deixando de descartar os efluentes nos corpos hídricos, contribuindo diretamente com a sua preservação. 

Otimização da imagem institucional

Empresas que se preocupam com a sustentabilidade e com a economia circular automaticamente geram uma imagem positiva perante a seus públicos de interesse. Afinal, as responsabilidades ambientais e sociais estão cada vez mais em alta.

Tratamento de águas e efluentes OnSite: alternativa para o reúso de água no setor automotivo

Se até poucos anos o reúso era uma realidade distante em função da dificuldade de acesso à tecnologias economicamente viáveis, hoje contamos com mecanismos acessíveis que garantem a redução de custos e, ao mesmo tempo, alta eficiência. 

Por meio de soluções customizadas, é possível aproveitar ao máximo os benefícios que o reúso proporciona. Uma modalidade indicada é o tratamento de águas e efluentes onsite que visa a realização dos processos na própria planta por meio de diferentes formatos:

1. Projeto, construção de novos sistemas ou revitalização

BOT (Build, Operate & Transfer)
Projeto, construção, implantação e operação do respectivo sistema de reúso com uso de capital da contratada, bem como realiza a prestação de serviços de operação e manutenção após conclusão da obra. Ao término do contrato, o ativo é transferido ao cliente.

BOO (Build, Operate & Own)
Similar o BOT, é realizado o projeto, construção, implantação e operação do sistema, contemplando todo o investimento, custos operacionais e estrutura técnica e de backoffice da contratada, porém a diferença é que ao final do contrato o ativo permanece a empresa contratada.

2. Aquisição com ou sem revamp de sistemas existentes

AOT (Acquire, Operate & Transfer)
Aquisição e operação de sistemas existentes, proporcionando uma fonte de captação de recurso financeiro para o cliente. Ao término do contrato, o ativo está livre para transferência.

AOO (Acquire, Operate & Own)
Similar ao modelo AOT, é realizada aquisição e operação de sistemas existentes com a diferença de que, ao término do contrato,  o ativo permanece com a empresa contratada.

Para saber mais sobre o tratamento de efluentes OnSite e a implementação de um sistema de reúso de água, fale com nossos especialistas.

New call-to-action

COMENTÁRIOS

Resultado da busca