BOT x AOT: entenda as diferenças entre essas modalidades de tratamento de efluentes OnSite

Tratamento de Efluentes Tratamento OnSite BOT AOT

29 de Novembro de 2021

Sem dúvida alguma, a preocupação com a preservação do meio ambiente e os recursos naturais vem crescendo a cada ano e, um exemplo disso, é a criação e aplicação de leis ambientais mais rígidas no Brasil com relação ao nível de poluentes emitidos, bem como o tratamento de resíduos e efluentes industriais antes de seu efetivo descarte na natureza.

A Política Nacional do Meio Ambiente (PNMA), bem como a Lei dos Crimes Ambientais, dispõem inclusive sobre as sanções penais e administrativas em caso de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. Empresas poluidoras ou que não realizem o tratamento de efluentes e resíduos de forma correta podem sofrer inúmeros prejuízos financeiros como o pagamento de multas, paralisações das atividades até sua regularização e em alguns casos mais graves o fechamento da planta.

Isso sem falar no prejuízo para a sua imagem no mercado, frente a consumidores e investidores cada vez mais conscientes e atentos a conduta das organizações com relação ao meio ambiente, preservação de recursos naturais e sua postura ética.

Mas, alcançar uma gestão de resíduos efetiva deixa de ser um grande desafio para as empresas, já que existem diversas opções e modalidades de tratamento que podem ser adotadas, permitindo à companhia ainda manter seu foco na produtividade e atuar dentro dos requisitos legais quanto à preservação do meio ambiente.

Uma delas é a modalidade OnSite que reúne modelos de negócios pensados para trazer vantagens econômicas, operacionais e de gerenciamento para a empresa, através da terceirização de todo o processo para um parceiro técnico especializado, que ficará responsável pela gestão ambiental dos resíduos e por todos os processos relativos ao tratamento de águas e efluentes in loco. Em alguns casos isso inclui ainda a obtenção de alvarás e licenças ambientais junto aos órgãos públicos bem como a manutenção de todo o sistema.

Dentre os modelos de negócio existentes no tratamento OnSite, há o BOT e AOT que são direcionados a necessidades distintas, as quais explicaremos melhor a seguir.

BOT x AOT: entenda as diferenças entre essas modalidades de tratamento de efluentes OnSite

Tanto na modalidade BOT (Build, Operate & Transfer) quanto na AOT (Acquire, Operate & Transfer) o parceiro fica responsável pela obtenção da licença ambiental, operação, manutenção, gestão, descartes de resíduos e controle ambiental.

No entanto, cada um destina-se a objetivos diferentes:

BOT (Build, Operate & Transfer): 

Nesse modelo é feita a construção e implantação do sistema de tratamento com os investimentos do projeto sob responsabilidade do parceiro contratado. 

Quando a estação de tratamento está pronta para uso, ainda é oferecida toda a expertise de uma equipe capacitada e especializada para assumir a manutenção e operação do sistema, assim como todos os custos operacionais decorrentes.

As principais vantagens são:

  • Transferência de riscos, responsabilidades e custos pelo processo para a empresa terceirizada;
  • Redução de alavancagem financeira;
  • Redução de gastos com Capex (investimento em bens de capitais) e transferência de custos com Revamp;
  • Garantia de atendimento a legislação com um planta inteiramente funcional;
  • Qualidade assegurada com equipe técnica capacitada para operação do ativo.


O projeto deste tipo é definido em contrato por tempo determinado e, ao final do prazo acordado, a planta é transferida para o cliente.

Se o cliente não tiver a necessidade ou interesse em obter o ativo imobilizado em seu site, seja em casos de tratamentos de efluentes ou fornecimento de água que tem prazo de geração determinada,  o ativo pode permanecer com o parceiro contratado para construção. Nesse caso, denomina-se a modalidade como BOO (Build, Operate & Own).

      Leia mais

AOT (Acquire, Operate,Transfer):

O modelo AOT consiste em transformar ativos non-core em uma fonte de recursos financeiros com investimentos diretos, através da aquisição de sistemas existentes ou com necessidades de reformas, prestando em conjunto serviços de operação e manutenção.

Ou seja, o parceiro realiza investimentos direto no cliente, adquirindo e assumindo todos os custos de operação e manutenção do ativo, além de manter em seu escopo toda a gestão e controle ambiental de licenças, descarte de efluentes e/ou fornecimento de água

Entre as principais vantagens estão:

  • Foco de recursos (humano e capital) na atividade principal;
  • Transferência de responsabilidades e riscos operacionais e ambientais;
  • Alavancagem financeira com venda de ativo;
  • Transferência de responsabilidade de investimentos futuros de revamp;
  • Otimização de custos operacionais;
  • Maior previsibilidade orçamentária.


Similar ao BOT, nesse caso o cliente também pode optar por retomar a posse do ativo ou deixá-lo em permanência com o parceiro. Na segunda opção nomeia-se a modalidade como AOO (Acquire, Operate &Own).

     Leia mais

Confira como o Grupo Opersan pode ajudar no tratamento de efluentes BOT x AOT

Além do atendimento a legislação e eficiência no tratamento de forma correta, a contratação do terceirizado, seja na modalidade BOT ou AOT, permite à empresa reduzir ou eliminar custos com a contratação e treinamento de funcionários específicos para esta função possibilitando a concentração de seus recursos na sua atividade principal (Core Business).

No entanto, para obter todas estas vantagens é fundamental escolher de forma adequada um parceiro técnico experiente e capacitado para assumir esta grande responsabilidade.

O Grupo Opersan possui mais de 30 anos de atuação na gestão de águas e efluentes tanto nas modalidades OnSite aqui apresentadas como também no tratamento OffSite, onde recebemos efluentes para tratamento em nossas plantas localizadas em São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro.

Nossos processos são seguros e pensados para oferecer aos nossos clientes uma solução sob medida para as suas necessidades, características e objetivos estratégicos. Entre em contato com a nossa equipe e descubra estas e outras vantagens na hora de terceirizar seus processos.

Nova call to action

COMENTÁRIOS

Resultado da busca