Marketing Verde: Estratégias ambientais a serviço da sua empresa

Desafios da Sustentabilidade Legislação Ambiental

9 de Agosto de 2018

Muitas empresas apresentam a Responsabilidade Socioambiental como um de seus pilares, mas poucas delas efetivamente a praticam. Entre essas, ainda são raras as empresas que sabem como integrar suas ações socioambientais às mercadológicas e desenvolver o Marketing Verde (Green Marketing).

Essa modalidade de Marketing, que surgiu nos anos 90, consiste em um conjunto de estratégias e táticas mercadológicas que tem como objetivo transformar as práticas empresariais relativas à Responsabilidade Socioambiental em um diferencial competitivo para seus produtos, serviços e marcas, buscando desse modo construir uma imagem e reputação de consciência ecológica, sustentabilidade e responsabilidade por transformações positivas nos contextos ambiental, social, cultural e econômico.

Nesse sentido, vale ressaltar que o Marketing Verde pode ser considerado a forma de atuação mercadológica vinculada ao conceito de Economia Circular, que é uma visão econômica que questiona o atual modelo econômico de extração, transformação e descarte e propõe um novo paradigma baseado em fontes de energia e matérias-primas renováveis, e ciclos de produção, uso e reciclagem, os quais constroem resiliência a longo prazo, geram novas oportunidades de negócios, proporcionando benefícios econômicos, sociais e ambientais sustentáveis.

Considerando isso, para que as empresas possam aplicar o Marketing Verde é necessário que as atividades empresariais se sustentem a partir de quatro pilares conceituais:

  • Ecologicamente corretas;
  • Economicamente viáveis;
  • Socialmente justas;
  • Culturalmente aceitas.

Por sua vez, o exercício desses pilares é expressado em uma combinação de aspectos que são conhecidos como “3R+4S”:

  • Reduzir, Reciclar e Reutilizar (3R);
  • Seguro, Sustentável, Satisfatório e Pró-Sociedade (4S);

Agora, como as empresas podem fazer para mostrar aos seus mercados de atuação que elas possuem práticas empresariais sustentáveis e responsáveis?

Basicamente, três elementos identificam a atuação da empresa nos moldes do Marketing Verde:

A primeira são as certificações ambientais nacional e internacionalmente reconhecidas, sendo as certificações da série ISO 14000 as mais importantes atualmente.

O segundo elemento é uma cadeia produtiva em que todos os fornecedores, prestadores de serviços, distribuidores e revendedores possuam essas mesmas certificações, demonstrando que todos os elos dessa cadeia seguem rigorosamente os mesmos parâmetros ambientais.

Por fim, o terceiro elemento é o próprio produto, que deve se caracterizar como não-poluente e não prejudicial à saúde de seus consumidores ou do meio ambiente.

Aliás, aqui cabe uma ressalva: Pior do que não seguir os parâmetros do Marketing Verde é divulgar para o mercado que sua empresa o pratica sem que isso seja verdadeiro. A esse tipo de divulgação se dá o nome de Greenwashing (ou “Lavagem Verde”), que é o ato de mascarar ações prejudiciais ao meio ambiente e à sociedade utilizando um discurso de responsabilidade socioambiental e sustentabilidade.

Enfim, como você e os profissionais de empresas como Unilever, Heineken, Walmart, Natura e Johnson & Johnson já podem perceber, os benefícios do Marketing Verde fazem a diferença na escolha entre diferenciar-se de seus concorrentes, ter processos produtivos mais econômicos e com menos desperdícios, melhorar sua reputação empresarial, agregar valor à sua marca, conquistar a simpatia e atrair os clientes mais social e ambientalmente conscientes.

E então, qual é a sua escolha?

Guia Solicitação de CADRI

COMENTÁRIOS

Resultado da busca